Total de visualizações de página

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

QUASE AFOGADO...


Era uma vez...
Sabe aquelas lojas que vendem "sonhos"??? Mas não é sonho de comer, 
aqueles de padaria, não....lojas que fazem arranjo para festas de crianças, 
tem castelos, carruagens, jardins, rios, nuvens, flores, príncipes e princesas... 
Como era linda essa loja!!!
E foi nela que trabalhei por um tempo.
Chegava cedo, abria a loja, e foi em um desses dias que o encontrei...
As donas da loja estavam bravas... pois tinha uns ratos que estavam
roendo os enfeites, estragavam tudo que viam pela frente. 
Colocaram veneno para ver se ficavam livres deles.
Mas foi aí que o encontrei....tadinho... estava se debatendo tentando sair,
já estava cansado e todo molhado, ele estava dentro do vaso sanitário...
Me olhou com os olhinhos apavorados!!!
- Me ajude!!!! Me ajude!!!
Como vou fazer para te ajudar??? Não tive coragem de tirar o pobrezinho
com as mãos...Foi então que me veio a ideia de colocar o cabo da vassoura
dentro do vaso sanitário....E ele esperto, subiu pelo cabo e saltou para a
liberdade....
Então perguntei...
Não quer que eu te dê um pano para se secar, senhor ratinho???
Mas ele nem me ouviu, correu, correu ...
E nunca mais o vi!
Pois sei que foi assim...

2 comentários:

sergio disse...

Atualmente se usa umas caixas plásticas como isca...eles entram e não saem...rsrs...mas se a Oranci trabalhar no local...rsrs...é capaz de impedir o acesso deles, né?...rsrs...

newton silva disse...

Parabens, salvou um ratinho. Os budistas iriam gostar dessa atitude para com os animais, já que eles dizem que quando se mata um ser vivo aqui na terra, correm lágrimas de sangue no Céu.